sexta-feira , julho 21 2017

Casamento não é sorte; É construção.

Quando se vai construir uma casa, logo surge uma preocupação. Que material será utilizado na planta e a sua profundidade. E o bom pedreiro não coloca em “jogo”a sua profissão, sujeitando-se a fazer um trabalho que pode prejudicar alguém.

No relacionamento conjugal não pode ser diferente. Ambos os cônjuges deveriam, antes do enlace matrimonial, preocuparem-se com a base de sustentação do casamento. Pois, a partir de então, conforme a Palavra de Deus, os dois serão uma só carne e a separação conjugal só depois da morte ou do divórcio, ocasionado pelo adultério.
A união conjugal precisa (e deve) ser firmada em alicerces que priorizem os princípios da Palavra de Deus.
A seguir algumas dicas de alicerces que, se forem postos em prática, certamente vai fazer do seu relacionamento um lugar de alegria e de facilidade assim como um dia foi idealizado por um dos dois.
AMOR
O amor está presente na afeição, no afeto e no diálogo. O amor proporciona estima, simpatia, amizade, além da diligência e o cuidado mútuo.
Sem amor é impossível haver unidade no relacionamento conjugal. Essa união conjugal pode até manter-se viva para a sociedade, porém morta dentro da realidade de quatro paredes e um “teto por cima”.
RESPEITO
Significa: reverência, veneração, obediência, submissão, subordinação. Esse respeito deve nortear a vida conjugal de duas pessoas do sexo oposto.
Infelizmente, o que se tem visto são maridos e mulheres faltando com respeito um ao outro se isto fosse legal e lhe concedesse prazer. Na frente de outras pessoas, esses cônjuges sempre fazem questão de desrespeitar a sua cara-metade, historiando fatos negativos que aconteceram ou que estejam acontecendo na vida da outra pessoa. Isto – eles não sabem -, que estão simplesmente enterrando a motivação do outro e menosprezando o que deveria ser considerado muito importante na vida de cada ser humano: Respeito.
AUTORIDADE
A Bíblia diz que o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja – Ef 5:23
Toda mulher sente-se segura e protegida ao ser liderada pelo marido com respeito, amor e sabedoria.
Têm muitos maridos que fazem questão da liderança absoluta do lar. No entanto, são totalmente ausentes na conjuntura espiritual da família, deixando a vida de oração somente para as mulheres. (Silmar Coelho em“O que as Mulheres esperam dos Homens” – 2012).
CONFIANÇA
O coração do seu marido confia nela e não haverá falta do ganho – Pv 31:11
A confiança precisa ser demonstrada em todos os sentidos, inclusive financeiramente. Se não está havendo essa confiança, alguma coisa está errada. (Silmar Coelho em “O que as Mulheres Esperam dos Homens” – 2012).
É nessa hora que outro fator interessante no relacionamento conjugal deve entrar em ação: Comunicação.
COMUNICAÇÃO
A comunicação dentro de uma família é por demais importante, haja vista ser o meio mais eficiente para fazer duas pessoas compreenderem-se em amizade, convivência e intimidade.
Como sabemos amizade, convivência sadia e intimidade entre os cônjuges deveriam nortear os relacionamentos diariamente. A família que se comunica com feedback
VALORIZAÇÃO
Quem acha uma esposa, acha uma coisa boa e alcançou a misericórdia do Senhor – Pv 18:22
A maneira como o marido fala da esposa e como a mulher fala do marido revela muita coisa. A afirmação constante do amor dá segurança a ambos. A mulher, por exemplo, jamais se cansará de ouvir que são amadas.
Contudo, nas mais ofende uma mulher ou marido do que a desvalorização (Silmar Coelho).
Portanto, a partir de hoje, vocês casais devem cada vez mais valorizar seu cônjuge.
DEUS
Salmo 127:1, diz: Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam
Salmo 128:1, está escrito: Bem-aventurado todo aquele que teme ao Senhor e anda em seus caminhos
Se a família foi constituída por Deus, por que algumas famílias insistem em não quer a presença do Senhor no seu controle.
Não tem coisa pior do que contemplar uma família sem a direção do Senhor.
Uma família que vive no centro da vontade de Deus é diferente. A casa será abençoada, a mulher será como videira frutífera e os filhos como brotos de oliveira.
CONCLUSÃO
Caros internautas, se Deus não está no centro da vontade de seus casamentos, meu conselho é que, a partir de hoje, comecem a muda seus conceitos quanto a sua liderança no lar.
Seu lar precisa de um espaço privilegiado para o Senhor trabalhar na vida de vocês e tornar sua família num exemplo de bênção.


Fonte: vejadetudo

Sobre Dario Bagalo

Leia também

Somos chamados para brilhar!

A exemplo de outros ensinos de Jesus no sermão da montanha, a proposta de Jesus …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *